Prefeitura do Rio Proíbe Feira de Acari: Decisão Visando Ordenamento e Combate à Venda Irregular de Produtos

Prezados moradores e frequentadores da querida Acari,


É com o compromisso de trazer informações relevantes à nossa comunidade que abordo uma recente decisão da Prefeitura do Rio, publicada no Diário Oficial desta terça-feira (23/01), proibindo a realização da Feira de Acari. A medida foi tomada com base na necessidade de promover o ordenamento do espaço e combater a venda irregular de produtos.


A Feira de Acari é um evento tradicional, repleto de história e representatividade para nossa comunidade. Entendemos que essa decisão pode gerar questionamentos e preocupações entre os moradores e comerciantes locais. Por isso, é fundamental esclarecermos os motivos por trás dessa proibição.

O decreto destaca a importância do ordenamento urbano e a necessidade de combater práticas irregulares que podem comprometer a segurança e a qualidade dos produtos oferecidos. A administração municipal está empenhada em buscar alternativas que garantam um ambiente mais organizado e seguro para todos.


A proibição temporária visa abrir espaço para ações que promovam a
regularização e o ajuste necessário para o bom funcionamento da feira. Além disso, é uma oportunidade para discutirmos formas de melhorar e modernizar esse espaço tão significativo para a nossa comunidade. Como Vereador Professor Lupparelli, defendo o diálogo transparente e construtivo entre a população e o poder público. Estarei acompanhando o desdobramento dessa medida e trabalhando para assegurar que as preocupações e sugestões dos moradores sejam ouvidas.


Nesse período, é essencial que todos estejamos abertos ao diálogo e à busca de soluções que promovam o desenvolvimento sustentável de Acari. Conto com a compreensão e colaboração de cada um de vocês para construirmos juntos uma comunidade mais organizada e próspera.
Fiquem atentos aos canais oficiais para futuras atualizações sobre esse tema.


Atenciosamente,
Professor Lupparelli Vereador do Rio de Janeiro.

Compartilhe este artigo

SIGA CÉLIO LUPPARELLI!

Participe de nossas redes sociais

Fale agora conosco!