IPN: Patrimônio Cultural da Cidade do Riode Janeiro

É com grande alegria que informo a todos que a Lei 8.277/2024, de minha autoria, que declara o Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos (IPN) como patrimônio cultural da cidade do Rio de Janeiro, foi sancionada!


O IPN desempenha um papel fundamental na preservação e valorização da memória da cultura africana e afro-brasileira, além de promover a reflexão sobre a escravidão e a igualdade racial em nosso país. Localizado na Rua Pedro Ernesto, o instituto é responsável pela gestão do Cemitério dos Pretos Novos e do Memorial dos Pretos Novos, locais de imensa
importância histórica.


Criado em 13 de maio de 2005, após a descoberta do Cemitério dos Pretos Novos em 1996, o IPN tem como objetivo estimular a construção de memórias e fortalecer o patrimônio cultural relacionado à cultura africana. A descoberta do sítio arqueológico foi um marco histórico, evidenciando a necessidade de preservar e divulgar a história dos povos africanos e afrodescendentes em nosso país.


Com a sanção desta lei, garantimos o reconhecimento oficial do IPN como parte integrante do patrimônio cultural do Rio de Janeiro, valorizando sua contribuição para a história e identidade da nossa cidade.

É uma conquista significativa para todos nós, e reitero meu compromisso em continuar lutando pela preservação e valorização do nosso rico patrimônio cultural.

Para mais informações sobre o IPN e suas atividades, visite o site oficial do instituto.


Contem sempre com meu apoio e dedicação.


Atenciosamente,
Vereador Prof. Célio Lupparell

Compartilhe este artigo

SIGA CÉLIO LUPPARELLI!

Participe de nossas redes sociais

Fale agora conosco!